Vai morar sozinho pela primeira vez?

Você passou na faculdade ou arrumou um novo emprego e decidiu conquistar sua independência. Se essas situações implicam em morar sozinho pela primeira vez, a S.A Imóveis está aqui para te ajudar a entender este novo período da sua vida – e mostrar que sim, você vai conseguir lidar com todas as novidades desta nova fase!

Confira os tópicos que a S.A Imóveis separou para que você tome todas as suas decisões com clareza e objetividade. Precisou de um imóvel ou orientação? Não deixe de procurar a S.A Imóveis.

1 – Pense nas fontes de renda e planeje seu orçamento

De onde vai vir o dinheiro que você usará para se manter? Você vai poder contar com a ajuda dos pais ou terá que arcar com tudo sozinho? Pretende conseguir um emprego ou bolsa de estágio?

Com o apoio financeiro da família, a vida fora de casa se torna bem mais tranquila e você pode se dedicar completamente aos seus afazeres sem maiores preocupações.

No entanto, a maioria das pessoas que optam por morar sozinho já tem a sua fonte de renda independente, seja do emprego ou bolsa de estudos.

Para planejar seu orçamento, coloque em uma planilha todas as suas despesas fixas, e analise suas condições:

  • valor do aluguel ou compra do imóvel (incluindo condomínio, se houver)
  • despesas com as contas da casa, como: água, luz, telefone, internet, tv a cabo, entre outros
  • despesas com supermercado (alimentação e produtos de limpeza)
  • possíveis imprevistos
  • compra de eletrodomésticos (geladeira, fogão, micro-ondas, entre outros)

Nessa hora, vale pedir ajuda de quem já tem experiência. Peça ajuda de seus pais ou amigos que moram sozinhos e faça uma lista de tudo o que você pode precisar.

2 – Escolha um bom local para morar

Se você chegou até aqui, é porque sua decisão já foi tomada. Já começou a procurar imóveis uma imobiliária de confiança? Se ainda não, procure a S.A Imóveis. Com certeza você encontrará diversas opções que oferecem tudo o que você precisa com os nossos corretores. Uma boa dica para escolher um imóvel é basear essa decisão não somente na vontade de morar sozinho (a), mas também na praticidade do dia a dia.

Por exemplo: o imóvel fica perto do seu local de trabalho ou estudo? Tem opções próximas de transporte público, como metrô e ônibus? A região oferece áreas de lazer, supermercados? Toda avaliação é válida: do bairro, da vizinhança, dos serviços, do tamanho do ambiente, se há defeitos que vão exigir alguma reforma ou manutenção e, consequentemente, custos adicionais, entre outras questões.

Observe cada detalhe que estará relacionado à sua rotina no local e também analise se você já tem móveis ou eletrodomésticos para levar ao ambiente e se eles se encaixam ali. Pesquisar, pensar e analisar: esse é o grande segredo.

3 – Não descuide da sua alimentação

Eis um ponto importante na vida dos que moram sozinhos: a alimentação. É só nesse período da vida que alguns deles descobrem que a comida não se faz sozinha e que a geladeira não se abastece por milagre!

Antes de fazer as malas e partir para a independência, aprenda a cozinhar pelo menos o mínimo necessário para “sobreviver” fora da casa dos pais. Além de melhor para a saúde, comer em casa também é muito mais barato.

Aprender a fazer compras de supermercado de forma inteligente também é bem importante para não cair em tentação e encher a despensa apenas com biscoitos, chocolates e outros alimentos nada saudáveis. Nessa hora, mantenha o foco e compre aquilo que é realmente necessário.

4 – Aprenda afazeres domésticos para economizar

A ideia do “agora vou viver como eu quero” pode sair bem cara se você não se organizar para isso. Se você não sabe cozinhar nem lavar roupa, por exemplo, é melhor aprender antes que esses afazeres domésticos virem mais um custo fora de casa.

Sair da casa dos pais também significa ficar responsável pela limpeza do seu próprio espaço. Afinal, a pilha de pratos e copos na pia não se lava sozinha! As roupas sujas também não aparecem magicamente limpas e dobradas na sua gaveta. Alguém precisa fazê-lo. É importante considerar esse item para o caso de você não ser a pessoa mais chegada em organizar e manter a casa habitável não apenas para receber visitas, mas para seu próprio conforto.

5 – Socialize

Um dos maiores desafios de quem vai morar sozinho em uma nova cidade ou mesmo um novo bairro é “abandonar” os antigos amigos. Em um primeiro momento, você pode se sentir bastante sozinho e deslocado, o que aumenta ainda mais a saudade de casa

Puxe papo com outras pessoas, faça novas amizades.

O ambiente da faculdade ou local de trabalho também é bastante promissor para encontrar novos amigos. É bem provável que existam outros novatos que vieram de outras cidades assim como você e que também desejam se enturmar.

Vale puxar papo nos corredores, formar grupos de estudo ou mesmo convidar aqueles colegas mais simpáticos para tomar um café ou dar um passeio pela cidade.

Você já mora sozinho e tem outras dicas para nos ajudar a complementar este post? Conte pra gente.

Gostou do post e seguiu nossas dicas? E como está sendo a vida? Também não deixe de nos contar. A S.A Imóveis tem total interesse em ajudar e interagir com vocês.E se você chegou à este post porque está chegando a Botucatu, seja muito bem vindo! Conte com a S.A Imóveis.

Veja também:

Seja bem vindo! A S.A Imóveis te ajuda a saber mais sobre a nossa cidade

Estudante: qual o melhor bairro para morar?